Arquivos do Blog

No Meio do Mundo – Berlin

É isso mesmo amigos! Pra mim também foi um “Como Assim?”. Fui convidado pelo Tatá Marques, para assumir o programa No Meio do Mundo, com a proposta de levar minha experiência como mochileiro. E levaram a sério o lance da experiência, tanto é que este programa foi fechado com imagens que eu gravei no meu último mochilão jun/jul de 2011. Com uma HandCam eu gravei algumas coisas bastante “espontâneas”, mas sem deixar a visão a abordagem jornalistica. Resultado: minhas férias viraram programas de TV!

Está sendo um desafio e uma experiência muito importante pra mim. É o único programa de Viagens Internacional produzido em Mato Grosso do Sul, exibido no SBT todo sábado as 12h45, ou seja, horário nobre. Transmitido pelo World Channel Entertainment, via satélite para mais de 50 países. O programa conta com patrocinadores importantes e que acreditam no resultado. Enfim, são muitos os argumentos que fazem desse um programa sólido.

Em breve estarei viajando pelo programa, especialmente para gravar. Ai teremos cinegrafista, câmera HD, microfone com canopla, mas claro, não vou abrir mão da minha HandCam!

Já temos a Fan Page no Facebook – No Meio do Mundo, curti lá! O site está ficando pronto e sempre vamos postar os vídeos no youtube também. Este foi meu terceiro programa, que mostra um pouco de Berlin, Alemanha. Espero que gostem e sempre que possível comentem.

NO MEIO DO MUNDO EM BERLIN

 

 

Anúncios

Berlim – Mochilão II, EuroSummer

Berlim é uma cidade que salva a Alemanha! Okay, guardem as pedras…. Existe Alemanha para todos os gostos, mas pra quem quer uma cidade cheia de jovens, com várias opções de diversão, carregada de história, memórias e informação, É o Lugar!

Eu me surpreendi com a Berlim “real”, muito diferente daquela descritas nos livros de história-política.  Por falar em história, a sensação de “pisar” sobre a história, quando se toca no que sobrou do muro de Berlim é voltar ao passado da Guerra Fria.

Berlim é uma mistura de muita coisa, uma cidade plural, democrática, cosmopolita. A cidade se adpta ao jeito de cada turista. Valew muito a pena! #Ficadica

Frankfurt – Mochilão II, EuroSummer

Renatolalonge encara mais um mochilão, desta vez aproveitando o verão europeu. A promeira parada foi em Frankfurt, segunda cidade da Alemanha, também conehcida como Capital Financeira do Pais.

Mistura tradição com modernidade, orgulha-se dos seus arranha-ceus revestidos de vidros espelhados e prédios modernos, mas também reserva do outro lado do Rio Main, arquitetura classica da cultura Alemã.

Tinha reservado pela internet o Hostel mais barato e como não conhecia a cidade, pelo mapa não percebi que Ostenbach era um lugar afastado de Frankfurt. Assim preferimos procurar um hostel mais no centro, já que a passagem de metro iria custar 3,90 euros, para ficarmos cada viz que quisessemos ir para o centro e tal…

Ah… isso descobrimos graças a uma abordagem duvisoda de uma chinesa que nos deu um “welcome” suspeito, ainda no aeroporto…. no caminho aidna ofereceu a própria casa para que nos hospedássemos por miseros 30 euros por dia…. Assim, 5 minutos depois de “nos conehcer”. Alguém toparia??? Boa Sorte! Eu corri e saltei na primeira estação!

Achei a cidade muito organizada, limpa, assim como eu imaginava a Alemanha, povo acolhedor, comida boa… mas muito parada, pelo menos no fim de semana fecha tudo! Sem movimento nas ruas… cenário de Walking Dead… Não sei pra onde vão os moradores!!! Ah, outro detalhe, a cidade também dorme cedo….os jovens se reservam nos Pubs discretos, sem muito barulho.

Foi em Frankfurt que conheci a rede dm de Drugstore e me apaixonei logo de cara, segue as lojas por toda a Europa oriental, os preços são ótimos e vale comrpar produtos da propria marca.

Outro ponto que jamais me fará esquecer Frankfurt é que passei meu aniversário lá…. com uma generosa fatia de Cheese Cake…. Não era como o da Factory, mas tinha seu encanto.

O My Zeil (shopping) tem tudo o que há de mais moderno em tecnologia e arquitetura!!! Vale a pena conhecer….. Chegar na europa por Frankfurt é certeza de boas vindas do continente.

Jornalistando na Europa

EuroSUMMER – The Trip 2 | Mochilão

Renatolalonge se prepara para mais um mochilão. Retorno para a Europa em menos de um ano. Depois de provar o outono Europeu, em Outubro de 2010, agora é a vez de sentir o verão, o calor e a lotação da Europa em Junho/Julho de 2011.

Na primeira vez na Europa criei o Roteiro Clichê com Portugal, Espanha, França, Italia, Belgica, Holanda e algumas extravagâncias pela Suiça. Desta vez, com um pouco mais de experiência e menos dinheiro me aventuro por parte da borda oriental. Incluindo Alemanha, República Tcheca, Polônia, Slovakia, Austria, França (de novo e nunca boring) e Inglaterra (sem medo).

Segue a versão final do mapa com meu roteiro. Está é a quarta versão!

Serão outros 22 dias e desta vez vou acompanhado com Ben-Hur Oliveira. Dois jornalistas na Europa. Além de muita diversão, acho que a viagem vai render fotos, vídeos e relatos ainda melhores. Também ousei um pouco e decidi viajar mais de ônibus, uma forma de conehcer mais detalhes da Europa – Mentira, é porque é mais barato, kkkk.

Europa no Verão é destino para Americanos! É tudo muito caro e muito contetitivo. Hostels, Pasagens, tudo lotado e com preços altos!

Agora mais maduro em relação a Mochilão e à Europa vou regravar alguns vídeos com novidades práticas. Acho que vai ajudar ainda mais os visitantes e interessados.

Sobre o Roteiro, eu consegui – pela primeira vez – entrar por um lugar e sair por outro – dessa forma ganho mais tmepo e economizo a passagem de voltar para o país de entrada.

Por enquanto é só, em breve mais algunas informações.

P.S: Aceito sugestões dicas sobre os roteiros!

Abraços,

 

MADRID EuroTrip (Resumo Mochilão 8)

Em Madrid eu começei e terminei minha EuroTrip. Confesso que na segunda ida para Madrid eu gostei mais, aproveitei mais e descobri muito mais da cidade!!!!

A Espanha é muito legal, definitivamente! Se eu pudesse traria a Calle Fuencarral dentro da minha mochila!

É tanta coisa pra dizer que, ah! to com preguiça!

Curtam o vídeo e conheçam um pouco mais de Madrid!

 

Abraços a todos que me acompanharam nessa expedição cultural por parte da Europa. Ano que vem tem mais. Eu sempre digo: Vem Junto!

 

Roma – EuroTrip (Resumo Mochilão 5)

Andar por Roma é se sentir como o professor Henry Johnes Junior. Isso mesmo….. Sem o “Indiana” e o chicote. Mas acreditamos que a qualquer momento vamos encontrar algum tesouro escondido no meio de tantas ruinas. A cidade é uma grande e ativo sítio arqueológico….

Estava eu feliz, serelepe e pimposo andando pelas ruas do centro de Roma quando tive que desviar o caminho porque a rua (uma vida urbana para carros e pedestres) estava interditada. Lá fui eu ver se era algum acidente, ou obras de pavimentação… Quando me deparo com escavações…. Mais história, ali embaixo dos meus pés!

Em Roma você não irá encotrar aqueles italianos típicos que vemos nas novelas da Globo, nada de muita gritaria e gesticulações…. Isso porque a cidade já está bem internacionalizada… E embora o sotaque seja familiar, falar, ou entender, italiano não é tão simples assim…..

Ah! cá entre nós….. as pizzas brasileiras são mais gostosas!!!! E com catchup ainda!!!

Mas o mais engraçado de Roma é que a cidade tem mais igrejas que qualquer outro tipo de prédio….. cada igreja tem um sino… pense você ….. quando dá seis horas da tarde…. A cidade fica ensurdecedora… com o tanto de sino tocando ao mesmo tempo!!!!!

Eu fiquei hospedado do Hostel Casa Omalta e o prédio tinha um terraço que dava pra ver o Colisou todo aceso com luzes decorativas de noite. Lá a gente se reunia para conversar e também rolavam as “Pasta Party”…. Foram bons e inesquecíveis momentos!!!!

No mais você acompanha no víde, incluindo minha indignação com o Vaticano! (sem comentários)

 

 

Quer saber mais sobre Roma?

escreva pra mim! renato.mart@gmail.com

Barcelona – EuroTrip (Resumo Mochilão 4)

Olá,  o destino agora é Barcelona. A principal cidade do Estado da Cataluña e a maior rival de Madrid. Após sediar os jogos olímpicos de 92 a cidade se descobriu uma potência cultural e estrutural na Espanha. Foi uma das cidades onde eu gravei menos vídeos. Isso porquea cidade é tão boa que eu curtia mais do que gravava. Tentei fazer um vídeo auto-explicativo, como vocês vão conferir em seguida.

Das 11 cidades que eu conheci de 7 países diferentes, sem dúvidas eu escolheria Barcelona para viver. E justifico o porque:

1 – Clima Mediterrâneo –  tem mais dias de calor e sol que os outros países Europeus

2 – Clima Latino – as pessoas se parecem mais com a gente, são calientes, amistosas, expressivas

3 – Praia – as águas esmeraldas e mornas do Mediterrâneo deixam um clima de litoral sem o cheiro de maresia no ar (para quem gosta, tem um trecho da praia onde é permitido o nudismo. E posso afirmar que tem muitos adeptos do estilo “Adão e Eva”)

4 – Cultura e História – tem todo um apelo cultural na arquitetura de Gaudí e a paixão pela cultura Catalã, que fazem da cidade um lugar único

5 – Comportamento Ambiental e Social – ninguém mexe com ninguém, todos são respeitosos, e a cultura ambiental está presente no dia a dia, nas práticas simples.

Sim, eu trocaria Paris, Roma, Zurich, para viver em Barcelona. Bom, você pode tirar suas próprias conclusões! (Veja o vídeo)

 

Paris – EuroTrip (Resumo3)

Olá leitores, o terceiro vídeo da saga Mochilão é sobre Paris. Mas não o clichê da Cidade Luz, com todos os estigmas de Romantismo como a gente sempre imagina que é! Também não é decepcionando assim… Só que quando a gente anda por essa cidade percebe que o marketing foi muito bem feito!

E por falar em Marketing Paris é o principal destino de Turismo do MUNDO! recebe mais turistas do que New York, acreditem!

Bom…. melhor que Paris, são os Parisienses…. no hostel que eu fiquei, havia dois franceses no meu quarto que eram de outras regiões da França e foi uma boa oportunidade de desmistificar alguns mitos… Eles fizeram questão de dizer:

1 – Nós tomamos banho sim! (até eles sabiam da fama) Acontece que como temos uma grande industria de perfumaria e um comportamento arquitetônico de banheiro por andar as pessoas acham que não gostamos de banho, mas isso não é verdade!

2 – Não somos os mais românticos! É bullshit esse papo de que os franceses são encantadores… nem sabemos o porque do beijo de língua ser chamado de “French Kiss” (se eles não sabem, muito menos eu!, né)

Da mesma forma pediram pra eu confirmar, ou não, o novo mito das brasileiras:

“É verdade que todas as brasileiras tem sulicone nos peitos?”

Antes de responder fui tentar compreender o porque dessa fama:

1 – o Brasil é um País referência em cirurgia plástica. Aqui é barato, seguro e fácil colocar proteses de silicone com garantia

2 – A maioria das brasileiras que vão para Paris são da classe média, alta, universitárias, filhinhas de papai, bonitas ..

Então… super que compreendi a pergunta do amigo francês, e não tinha argumentos para negar! “Sim… muitas jovens brasileiras colocam silicone”, respondi. Ele não escondeu a cada de decepção…

Por outro lado, o outro coleg francês, estudante de arquitetura, me deu uma aula sobre Brasilia. Na faculdade, em Paris, Oscar Niemeyer é matéria de estudo! (pensa no orgulho).

Mas hoje, sem dúvidas, o cartão postal do Brasil na França chama-se “Lulá”, preferido de Sarkozy, é nome fácil na boca de qualquer frances,  o elogio é unânime!

Bom…. tem muita coisa pra falar sobre Paris. Que ainda assim é encantadora (sem querer entrar em contradição). Mas vejam esse vídeo com um resuminho do que aprontei por lá.

Resumindo Paris:

Hostel – Blue Planet,  prédio velho, apertado, sem muito conforto, mas a localização compensa tudo! Ao lado (coladinho) na Gare de Lyon! dá para aproveitar uma das melhores malhas de metros da Europa!

Comida: foi um dos lugares mais difíceis para comer… Acredite se quiser! Para um mochileiro, pelo menos, achei que falta variação nas opções “acessíveis”, só existem Baguetes…. secas e duras! Comi para conhecer um sabor local, mas não sustenta, não são gostosas e são caras!

Quer saber mais sobre Paris? escreva para renato.mart@gmail.com

 

 

Portugal – EuroTrip (resumo mochilão 1)

De volta ao meu Brasil brasileiro, ainda sentindo no corpo reflexos de 5 horas de fuso horário e de 25 dias caregando 16 quilos de mochila nas costas…. acordanco cedo, dormindo tarde e viajando a cada 2 ou 3 dias…. Isso durante 25 dias! O resultado foi um roteiro surpreendente de 11 cidades em 7 países! Dezenas de novos amigos, centenas de experiências e incontáveis lembranças.

Portugal foi meu segundo destino na Europa e também foi uma grande surpresa! Eu cheguei em Lisboa com o preconceito brasileiro contra nossos patrícios, alimentado por Leo Huberman (A história da Riqueza do Homem).

Mas logo a imagem dos portugueses foi desmistificando as piadas que ouvimos e contamos aqui. Fato é que eles, em estado normal, são , sim, um tanto grosseiros ou rústicos – mesmo em forma de simpatia – mas logo compreendemos que é uma característica inerente. Opá!

Fiquei na casa de amigos brasileiros (Celio e Wlyana), no bairro de Benfica,  e me virei bastante a pé. “Fiz” Lisboa, Sintra e Caiscais, passando por dois lugares de tirar o fôlego – Cabo das Rocas e Boca do Inferno. Tive o privilégio de acompanhar um feriado festivo em Lisboa (Centenário da República) onde conheci um pouco mais dos costumes locais e o presidente de Portugal (Cavaco).

O vídeo abaixo é um resumo editado de algumas particularidades que vi e vivi na terrinha Além-Mar!

 

Na terra onde os homens usam camisolas, as mulheres não fazem bico e existem dois almoços! Muitas emoções me aguardavam! Em Lisboa quase todos os taxis são Mercedes, o Métro funciona bem e o ônibus vc paga se quiser (olha o pensamento brasileiro ai), por falar em ônibus, peguei lotação  – com direito a chingada do motorista nos passageiros – e até ônibus quebrado! ( nada que eu já não tenha vivido aki, rs). É possível ver claramente duas Lisboas, a histórtica e imperialista ( Belém, cidade baixa, Praça do Comércio) e a moderna e limpa (Região do Vasco da Gama, Oceanário e Parque das Nações com o teleférico). Vale a pena conhecer esses extremos! e aproveitar o melhor dos dois!

Em Sintra as ruas sinuosas da serra nos levaram até o Castelo dos Mouros, uma fortaleza construida pelos árabes que invadiram o local centenas de anos atras. Peguei chuva e tempo nublado, mas a experiência de caminhar pelas muralhas e torres de um castelo medieval foi muito interessante.

Descemos pelo litoral até Cascais, onde o clima até lembra um pouco o Brasil. Dá vontade de morar lá!  No caminho passamos pelo Cabo da Roca, lugar que inspirou Camões a escrever “Aqui o contimente acaba e o mar começa”, ousadamente eu pisei no ponto mais extremo do ocidente da Europa! É surreal!

E para encerrar fui na Boca do Inferno (mas não entrei não, kk) é uma formação rochosa naturalmente esculpida pelas ondas que formaram uma cavidade na pedra e uma caverna muito linda!

Resumo: Vale a pena incluir Portugal no roteiro Europeu. Coma o pastel de Belém, anda muito por lá… conheça o marco zero, de onde sairam as Caravelas que “descobriram” o Brasil! Discuta com os portugueses (eles vão achar que você está falando normal com eles). Mergulhe na cultura lusitana que tem muito ainda a nos oferecer! (e nos divertir também)

 

Vocabulário: bicha,  cacetinho, cajo  já são nomenclaturas batidas ….. aproveite para adicionar essas no seu dicionário luso!

Pequeno almoço = Café da manhã

Durex = camisinha (na verdade é uma marca que virou sinônimo de preservativo)

Maridelaide  = demorei duas horas para entender que a senhorinha se chamava Maria Adelaide (tente pronunciar isso em 2 segundos com o sotaque deles!)

Bico = bom …. sua imaginação vai levar até a tradução!

Bitoque = bife a cavalo

Sumo = suco de fruta (normalmente com menos doce que no Brasil)

 

Quer saber mais sobre Portugal e como foi a minha viagem? Escreva para renato.mart@gmail.com