Arquivo da categoria: Portifólio

Reportagens e trabalhos jornaslísticos do portifólio Renato Lima

Minha Cidadania Italiana: o passaporte para o mundo

Meu bisavô morreu lavrador. Escolheu o solo brasileiro para plantar seu suor e seus sonhos. Aqui deixou sua semente que perpetuou por gerações. Em mim floresceu o resgate do seu legado. Sua herança hoje reconhecida. Sou brasileiro, sou italiano, sou um cidadão do mundo. Nono Francesco Palermi, eu honro sua história, que agora também é minha!”

IMG_0151

Conquistar o reconhecimento de um legado deixado pelo meu bisnono é uma alegria que palavras não conseguem traduzir o significado desse pedacinho de papel ai na minha mão!

 

Minha história, veja bem não minha saga, com a Cidadania Italiana é dividia em dois momentos: o primeiro que levou 10 anos, como muitos aqui, juntando documentos e dinheiro, caindo em armadilha de patronatos, nos encantos dos assessores celebridades que cobram em “PRATa” e te tratam como mais um número, promessas falsas e informações erradas!

 

O segundo momento foi mais curto: levou apenas dois meses: começou quando conheci a KF Bia Santos e a GCS Cidadania Italiana com Bia Santos. Um mês conversando e outro mês trabalhando!

Para aqueles que ainda estão no primeiro momento: se eu puder fazer algo para ajudá-los a não perderem 10 anos e muito dinheiro, vão direto para a Bia.

Não se prendam no menor preço, não se rendam ao nome mais famoso. Eu escolhi a pessoa que mostrou ser mais humana, que sonhou junto comigo, que me pegou pela mão do começo ao fim. Que não me tratou como mais um contrato ou mais uma cifra. Alguém que usou de transparência, ética e comprometimento em todos os momentos. Sempre jogou com a verdade e sempre com humildade. E que também exala competência, conhecimento das leis, das práticas, tem portas abertas em muitos locais, é reconhecida e respeitada, não tanto pela internet, mas pelas autoridades italianas. Que respeita o dinheiro do cliente e que é justa, no preço e no trabalho que faz.
É claro que chegar a etapa final depende de muitas variáveis, nem todas do controle do assessor, mas felizmente eu não fui o primeiro e nem o único que conseguiu a Cidadania em 30 dias.

Como eu passei por cada etapa – tanto as boas quanto as más – acho que tenho experiência e vivência para falar sobre o processo de Reconhecimento de Cidadania Italiana Jure  Sanguinis. Então, me coloco à disposição para ajudar com informações, dicas e compartilhar minha experiência.

Escrevam para renato.mart@gmail.com

13346967_1096500727082060_8115171415706467423_n

Anúncios

Mostrando o mundo o que eu vejo a cada dia

EDIS_06

Sabe aquelas situações que nos surpreendem e somos tomados por um desejo de poder transformá-las? Injustiça, descaso, abandono, sofrimento,  desigualdades… Cenas que se repetem desde o nosso bairro até os confins da Terra.

O Banco Mundial criou um concurso pelo Instragram chamado #Each Day I see (Cada Dia Eu Vejo) a proposta é mobilizar os usuários da rede social do mundo inteiro para postar fotos com situações que evidenciam a miríade dos problemas que as comunidades enfrentam ao redor do mundo.

São situações que despertam em nós o desejo de que elas fossem diferentes. Em vez de darmos as costas, o concurso quer expor essas mazelas com o intuito de gerar sensibilização.

Qualquer pessoa pode participar com fotos profissionais ou amadoras, desde que sejam autorais. Basta postar com a hashtag #eachdayisee. Pronto! A foto já está participando do concurso.

As que obtiverem o maior número de Likes serão escolhidas para compor uma publicação impressa do Banco Mundial.

Eu, jornalista e colaborador do HCE, estou participando da competição. Selecionei algumas fotos das minhas viagens ao redor do globo para compartilhar na rede.  Acho que participar desta campanha é uma forma de dar sentido às minhas viagens, eu realmente vi todos os dias muitas coisas que desejei que fossem diferentes.

Vi sofrimento de pessoas em diversas nações, contrastes e injustiças que não pude, naquele momento, fazer muita coisa para transformar. Mas acho que meus cliques podem, hoje, falar mais alto e mobilizar pessoas do mundo para olhar o que eu vi.

Já postei fotos do Quênia, Paris, Chile, Brasil, Argentina, México, África do Sul, Somália, etc.

Então se você quiser acompanhar as minhas fotos que participam do concurso, basta seguir meu Instagram @renatolalonge e curtir as fotos com a #eachdayisee

O concurso termina no dia 22 de fevereiro de 2014, todas as informações no link:

http://blogs.worldbank.org/voices/what-do-you-see-every-day-you-want-change

GALERIA

Mais do Mesmo?

08-10-2011_atletico_mgDos novos chavões e expressões que se embrenham no nosso vocabulário e protagonizam nossas opiniões (involuntariamente), “Mais do Mesmo” é uma das que eu chamo de Tiro no Pé. Justamente por seu significado não ser tão nítido quando o “Pior” (que na verdade significa melhor, mas dispensa tradução). Esta outra vem quase sempre depois de uma contração dos lábios e após um arquear de sobrancelhas. Mais do Mesmo, é, no senso comum, o ápice da redundância-cansativa-e-sem-expressão, é um obvio ululante e passivo.

Mais do Mesmo é aquela vizinha que te dá bom dia todo santo dia com o intuito de puxar papo, mas você – para não ser deselegante – balbucia alguma onomatopéia enquanto cruza por ela olhando para o celular.

Parece que as pessoas estão cansadas do “Mais do Mesmo”. Preferem alguma coisa de diferente. E até abrem mão do “mais” por isso. É como o “Look do Dia”, a novidade de hoje vira o “mesmo” de amanhã e assim vão se descartando objetos, idéias, valores, pessoas… Na padaria, o pão francês é tão “Mais do Mesmo” que agora pedem brioche (e o colocam na berlinda, sem escrúpulos). Ignora-se que é justamente aquele pãozinho que dá e deu o sustento matinal para milhões de pessoas.

E assim, na ânsia do novo, cultiva-se o vazio. Ora, qual o problema de se querer Mais do Mesmo amor? E desejar Mais do Mesmo abraço apertado? Ou Mais do Mesmo trabalho que traz realização… Mais do Mesmo amigo que oferece aquele ombro…. E Mais do Mesmo sono quando se está cansado? Como recusar o Mais do Mesmo, se é justamente isso que se deseja diante daquele pedaço de cheese cake com calda de frutas vermelhas e chantilly?

Lamento aos que se cansam do Mais do Mesmo, mas eu sempre vou querer mais do mesmo daquilo que me faz bem.

 

*Texto feito para o Blog Contexto Mídia

http://www.contextomidia.com.br/site/2013/06/mais-do-mesmo/

Superação | A vida de uma tetraplégica que decidiu reescrever a própria história

**Especial para a revista Total Saúde

Link: http://www.revistatotalsaude.com.br/revistas/edicao-fevereiro-2013

Ana Paula CardosoSe a vida fosse transcrita num papel, como em uma história, cada momento seria marcado com uma pontuação. Assim, os dias de dúvidas e indecisões seriam representados por pontos de interrogação; surpresas e frustrações do cotidiano ocupariam as exclamações; já o ponto final seria o momento mais adiado…

Mas na história da vida são as vírgulas as grandes responsáveis pelas maiores mudanças de roteiro.

Acostumada a lidar com textos, a jornalista Ana Paula Cardoso decidiu reescrever a própria história após sofrer um acidente de trânsito que a deixou tetraplégica.

Há quatro anos, uma lesão medular paralisou não somente os movimentos dos membros, mas também muitos sonhos, projetos, deixando um edema de incerteza e angústia. Na época, com 24 anos, a jornalista recebia a pior notícia de sua vida: estaria destinada a ficar na cadeira de rodas.

O diagnóstico trágico ultrapassou as fronteiras da paciente, atingindo familiares e amigos num misto de dor e medo. A medicina se rendia ao inevitável. Cenário este que, infelizmente, se repete – talvez diariamente – em todo o Brasil.

Não há como não se sensibilizar ao ler, ver ou acompanhar uma história como esta sem lançar mão da empatia. No entanto, Ana Paula decidiu mudar o rumo da própria história e, no lugar do ponto final, colocou uma vírgula.

Nesse momento, o que parecia ser o fim foi substituído por um longo e profundo respiro. A dor se transformou em esperança, e do medo brotou força. Na cadeira de rodas, Ana Paula se apoderou do fôlego de vida e decidiu continuar. Em vez de aceitar, ela optou por se adaptar à nova vida, e para enfrentar as limitações, apoiou-se em dois pilares: família e fé.

“São muitos os desafios a serem enfrentados. Primeiramente, você precisa superar o choque. No começo, você não percebe a paralisia. Depois, lida com o alívio de estar vivo e com a frustração de depender dos outros para fazer coisas simples, como pentear o cabelo ou escovar os dentes, por exemplo.

Diante desse quadro, temos duas opções: ou a gente para e desiste ou continua. E pra continuar é preciso se olhar no espelho e superar o preconceito contra si mesmo”, resume Ana Paula, com uma lição de superação.

A decisão de continuar é apenas o início de um processo que exige do cadeirante novos níveis de conhecimento sobre o próprio corpo. “Você reaprende a viver com a recuperação da sensibilidade, dos movimentos, da força…

Aprende a lidar de outra forma com a bexiga, com o intestino e ainda convive com uma série de complicações que surgem, como escaras, alteração da pressão arterial, problemas de circulação, respiração, enfim”.

Hoje, com 29 anos, Ana Paula superou o período mais crítico depois do trauma: os dois primeiros anos após o choque medular, período fundamental para a recuperação da sensibilidade e dos movimentos.

Ela mantém uma rotina puxada de fisioterapia, voltou a exercer sua profissão e virou referência com o blog (www.sigorodando.blogspot.com.br), em que compartilha, com tetra e paraplégicos de todo o Brasil, suas experiências pessoais, dá conselhos e abre seu coração. “Não aguento paraplégicos reclamando… Dá vontade de falar: quer trocar comigo?”, desabafa a jornalista, sem perder o humor.

No espaço virtual, Ana Paula também publica informações sobre pesquisas e tratamentos na área da reabilitação e faz denúncias de práticas abusivas contra os cadeirantes. “É inadmissível, hoje, ainda existir pessoas que estacionam nas vagas reservadas a cadeirantes. Se você não é cadeirante, não demonstre que deseja ser um”, alfineta.

Já para quem convive com treta e paraplégicos, Ana recomenda: “não queremos ser tratados como coitados. Não julgue, não tenha pré-conceitos. Busque ajudar, e comece perguntando como, procure facilitar”.

Parapente – Pedra Bonita RJ – Programa No Meio do Mundo

Destino Aventura é uma série do Programa: No Meio do Mundo, que reúne esportes radicais, passeios contemplativos e ecoturismo
Nesse programa você acompanha o Salto de Parapente (Paraglider) da Pedra Bonita, no Rio de Janeiro. Uma aventura de tirar o fôlego!

Ao todo são 3 partes.

No Meio do Mundo é um programa de Turismo, Viagens, Eventos, Comportamento, Curiosidades e informação.
Produzido pela BeeBlue Produções, é exibido pelo SBT MS (sábado 12h45) e transmitido pelo World Channel Entertainment (via satélite para 52 países)

Apresentação: Renato Lima
Informações: renato.mart@gmail.com

Rio do Peixe, Casa do João, Bonito 10x melhor – Programa No Meio do Mundo

Destino Aventura é uma série do Programa: No Meio do Mundo, que reúne esportes radicais, passeios contemplativos e ecoturismo
Nesse programa você conhece O Rio do Peixe, uma das melhores opções de Turismo Rural em Bonito, eleito 10 vezes o melhor destino de ecoturismo do Brasil! Também acompanha uma entrevista com o Secretário Municipal de Turismo, Augusto Mariano e conhece a Casa do João, um restaurante típico, cheio de curiosidades!

Ao todo são 3 partes.


No Meio do Mundo é um programa de Turismo, Viagens, Eventos, Comportamento, Curiosidades e informação.
Produzido pela BeeBlue Produções, é exibido pelo SBT MS (sábado 12h45) e transmitido pelo World Channel Entertainment (via satélite para 52 países)

Apresentação: Renato Lima
Informações: renato.mart@gmail.com

 

 

Abismo Anhumas (Bonito) Programa No Meio do Mundo

Destino Aventura é uma série do Programa: No Meio do Mundo, que reúne esportes radicais, passeios contemplativos e ecoturismo
Nesse programa você conhece o Abismo Anhumas em Bonito, eleito 10 vezes o melhor destino de ecoturismo do Brasil!
Ao todo são 3 partes.

No Meio do Mundo é um programa de Turismo, Viagens, Eventos, Comportamento, Curiosidades e informação.
Produzido pela BeeBlue Produções, é exibido pelo SBT MS (sábado 12h45) e transmitido pelo World Channel Entertainment (via satélite para 52 países)

Apresentação: Renato Lima
Informações: renato.mart@gmail.com

Projeto Jiboia e Grutas de São Miguel – Programa No Meio do Mundo

Destino Aventura é uma série do Programa: No Meio do Mundo, que reúne esportes radicais, passeios contemplativos e ecoturismo.
Nesse programa você conhece o Projeto Jiboia e as Grutas de São Miguel em Bonito, eleito 10 vezes o melhor destino de ecoturismo do Brasil!
Ao todo são 3 partes.

No Meio do Mundo é um programa de Turismo, Viagens, Eventos, Comportamento, Curiosidades e informação.
Produzido pela BeeBlue Produções, é exibido pelo SBT MS (sábado 12h45) e transmitido pelo World Channel Entertainment (via satélite para 52 países)

Apresentação: Renato Lima
Informações: renato.mart@gmail.com

Arvorismo e Flutuação – Programa No Meio do Mundo

Destino Aventura é uma série do Programa: No Meio do Mundo, que reúne esportes radicais, passeios contemplativos e ecoturismo.
Nesse programa você conhece o Arvorismo Ybira Pê e a Flutuação do Rio Formoso em Bonito, eleito 10 vezes o melhor destino de ecoturismo do Brasil!
Ao todo são 3 partes.

No Meio do Mundo é um programa de Turismo, Viagens, Eventos, Comportamento, Curiosidades e informação.
Produzido pela BeeBlue Produções, é exibido pelo SBT MS (sábado 12h45) e transmitido pelo World Channel Entertainment (via satélite para 52 países)

Apresentação: Renato Lima
Informações: renato.mart@gmail.com

Hostel em São Paulo – Hospedagem diferente e divertida

O Programa No Meio do Mundo mostra um pouco da Cultura e do Comportamento do HOSTEL como sistema de hospedagem barato, diferente e integrado. Visitamos dois Hostels da rede Hosteling International em São Paulo. Um programa especial que faz parte da série #São Paulo hashtag.
Ao todo são 3 partes.

No Meio do Mundo é um programa de Turismo, Viagens, Eventos, Comportamento, Curiosidades e informação.
Produzido pela BeeBlue Produções, é exibido pelo SBT MS (sábado 12h45) e transmitido pelo World Channel Entertainment (via satélite para 52 países)

Apresentação: Renato Lima
Informações: renato.mart@gmail.com