Arquivos do Blog

Xixi no banho uma ova – Sustentabilidade Hipócrita!

Tudo começou com a Campanha da SOS Mata Atlântica “Faça Xixi no Banho”. O vídeo desenvolvido pela agência Comunique9  orienta crianças, adultos, seres mitológicos e até monstros a urinarem dentro do Box.  Mas a narrativa infantil e a animação escondem a hipocrisia da sustentabilidade!

Em uma roda de tereré conversei com a psicóloga Luisa Helena* (conheça mais sobre ela no final do post) sobre os mitos da sustentabilidade implantados erroneamente pela publicidade, ludibriando a sociedade.

ASSISTA O VÍDEO E DEPOIS CONFIRA OS ARGUMENTOS QUE DERRUBAM ESSA CAMPANHA E MOSTRAM COMO ESSA SUSTENTABILIDADE É HIPÓCRITA!


TEORIA DO ASSEIO -> Imagina na sua casa…. Pai, mãe, irmãos… todos MIJANDO no banheiro…. uma área de no máximo 1×1 metro com um ralo de 10 cm  de circunferência…. Cada pessoa adulta produz cerca de 1,5 litros de URINA por dia sendo despejado no banheiro, espalhando por toda aquela área….

Uréia, fosfato, sulfato, amônia, magnésio, cálcio, ácido úrico, creatina, sódio, potássio… infiltrando no rejunte do piso, grudando no azulejo, box e criando colônias de bactérias que produzem aquele mau cheiro resultado da liberação de amoníaco. Ou seja o banheiro se tornara em um criadouro de bactérias e doenças de banheiro de rodoviária.

TEORIA DO GASTO INVERSO -> A campanha defende  o Xixi no banho a fim de evitar o gasto de até 12 litros de água por descarga. Porém, quanto irá se gastar de produtos químicos como sabão, água sanitária, desinfetante  para lavar o fétido box e higienizar o banheiro? Além de alimentar a indústria de buchas e vassouras que também usam água potável na produção. Ou seja, os 12 litros de água economizados na descarga foram gastos pelo MIJÃO indiretamente nas indústrias de produtos de limpeza , a medida que ele aumentou o consumo.

CACHORRO EMITE MAIS GÁS CARBÔNICO QUE CARROS

Outro exemplo dessa pseudosustentabilidade, descurso hipócrita que as pessoas estão comprendo sem refletir é a reportagem veiculada no Fantástico, dizendo que cães emitem mais gás carbônico que carros.

ASSISTA O VÍDEO E DEPOIS CONFIRA OS ARGUMENTOS QUE DERRUBAM ESSA CAMPANHA E MOSTRAM COMO ESSA SUSTENTABILIDADE É HIPÓCRITA!

Enquanto tentam fazer dos cães uma “caça as bruxas”. Levando aquele que já foi chamado de “melhor amigo do homem” à inquisição, Luisa Helena aponta a prática do chuveirinho, realizada por milhares de mulheres (segundo ela), como mais nociva ao meio ambiente.

TEORIA DO ORGASMO POLUIDOR –> Não é quando você transa no lixão! Luisa explica queé muito comum entre as mulheres a prática da “estimulação clitoriana” com o chuveirinho do banheiro. Segundo a psicóloga, essa prática gasta muito mais água potável que a descarga do xixi. Gerando mais aquecimento global através dos processos de despoluição dessa água.  Pesquisas mostram que a maioria das mulheres demoram mais que os homens para atingir o orgasmo, o que potencializa ainda mais o consumo de água. Bem de valor inestimável! Nesse caso, para aquelas que realmente estão preocupadas com o meio ambiente e querem ter práticas mais sustentáveis, existem outras alternativas como “make it yourself”.

*Luisa Helena é formada em psicologia pela UFMS. É também tudo aquilo que sua mãe não deixou você ser e com dois polegares opositores consegue usar a lingüística satírica para confrontar tudo e todos com a psicanálise da libertação, teoria desenvolvida por ela mesma onde objetivo é fazer com que o ser humano se liberte de si mesmo.  Com oratória ácida e argumentos corrosivos, Luisa usa a persuasão lúdica para destruir conceitos e pré-conceitos implantados na sua cabeça pela cultura do senso comum. Apresenta grande habilidade em implantar interrogações e bagunçar personalidades alheias com precisão cirúrgica. Luisa Helena é uma experiência que exige alto nível de imunidade e pode causar dependência.

Anúncios