vinte-e-três

Basquiat

Tá bom, eu confesso. Eu tenho pensamentos mágicos. Não só tenho como acredito neles. Eu os crio. Faço isso porque não acho que coincidências sejam aleatoriedades. E que a vida seja algo ordinário. Acredito que é a magia que colocamos nas pessoas, nos lugares, nos momentos, ou até mesmo em um cheiro, um som ou uma lembrança que faz serem únicos, especiais e inesquecíveis.

Não me julguem. Não estou só nessa. Assim como seo Manoel, eu também acho que “A importância de uma coisa há que ser medida pelo encantamento que a coisa produz em nós”. Assim, nos encantamos com pequenos detalhes que se tornam grandes importâncias, como um número, como um dia, como uma data. Um numeral perdido em um calendário entre outros 364 números. O que faz desse numero diferente dos outros é o encantamento. Essa é a magia.

Como toda mágica, ela acontece às vezes em um piscar de olhos, outras em um toque, ou mesmo em um pensamento. E também como toda mágica, tem seu tempo. Mas “é o tempo que dedicamos à nossa rosa que a faz tão importante”, já diria Exupery.

A vida, pra mim, é algo extraordinário por isso eu retoco cada momento com pinceladas de magia. Transformando as experiências em algo especial. Então eu me apego a isso e me convenço de que não foi simples, ou comum, ou normal. E justamente por estimar tudo, de maneira tão grande é que às vezes não queremos dar conta que alguns feitiços acabam ou são neutralizados pelos antídotos da realidade.

Isso só acontece porque eu tenho pensamentos mágicos. E sempre acho que coisas extraordinárias vão acontecer. Talvez a vida seja só ordinária, cinza e previsível.

Afinal, “são tempos difíceis para os sonhadores”. Mesmo assim eu ainda quero sonhar e acreditar nos pensamentos mágicos. Ainda que eles tirem meus pés do chão. Ainda que camuflem as coisas como realmente são. Foram eles que me trouxeram até aqui. Eles que me deram tantos suspiros e sorrisos por viver e por lembrar do que vivi.

Por isso, o vinte-e-três, nunca será somente o que vem depois do vinte-e-dois ou antes do vinve-e-quatro. Ele será único. Inesquecível. Mágico. Porque eu escolhi assim.

E é com esses olhos que eu quero, cada vez, mais enxergar a vida. E que se dane minha psicanalista.

Anúncios

Sobre Renato Lima

Jornalista, psicólogo, mochileiro e observador de comportamento.

Publicado em 23/07/2017, em Sem categoria. Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: