ALERTA | Banalização da Psicopatia nos Seriados

hannibal-série-trailer-2-600x350Dizem que “a arte imita a vida”. Sempre que eu ouço essa frase fico pensando quem Tarsila imitou quando pintou o Abapuru ?! E se isso realmente for verdade, esse post é muito mais sério que um alerta.

Recentemente estou assustado com alguns seriados que estrearam em 2013. Seriado pra mim é como novela para minha tia-avó: quase uma religião. A diferença é que posso “seguir” vários ao mesmo tempo o.O

Mas percebi uma avalanche de seriados que em comum abordam psicopatias, psicopatologias, psicoses e outros tantos transtornos mentais que assustam até mesmo um estudante de psicologia acostumado com roteiros complexos.

Estou falando de THE FOLLOWING (Fox), BATES MOTEL (A&E) e HANNIBAL (AXN). Além do mocinho e bandido e da investigação policial, essas séries colocam foco na “saúde mental” dos personagens – ou na falta dela – e expõem sem filtros uma realidade presente até então em manicômios e diagnósticos sigilosos.

poe_followingThe Following, já com estréia no Brasil pela Warner, narra a uma seita criada em torno da obra de Edgard Allan Poe (muito suspeito!), congrega dezenas de psicopatas atraídos pela “Beleza da Morte”. Nisso, matar e morrer (veja que não é um “ou”) é cumprir um bem maior. Curioso e que o roteiro mostra uma realidade muito concreta, onde os desajustados se reúnem por suas semelhanças e se encaixam em um contexto onde são aceitos. Os episódios são recheados de sangue, frieza e perspicácia.

Em seguida foi lançada Bates Motel, um prelúdio da série Hitchcock. O roteiro foca no desenvolvimento da psicose do protagonista Norman Bates e detalha o início das alucinações, esquizofrenia, assassinatos que vão transformar um jovens de 17 anos em um psicótico (baseado no livro que originou o filme Psicose). A série ainda evidencia um relacionamento edípico entre mãe e filho. Além de outras neuroses.

Por último, temos a recente adaptação da “quadrilogia” Hannibal do cinema para a TV. Crítica à parte, vez que o Lecter de Anthony Hopkins é insuperável. A espinha dorsal do seriado mantém o canibalismo do psiquiatra, destacando sua forma de entrar na mente das pessoas, cheio de más intenções é claro. Em contra partida, todos os crimes tem um fundo psicótico, com requintes de psicopatologia pesada!

Diante dessas três séries, Dexter que volta no segundo semestre para a última temporada, perde a hegemonia do contexto Serial xlargeKillers. Embora também seja uma psicopata, Morgan ainda segue uma série de códigos que o convertem em um “herói” com ressalvas.

O alerta fica mesmo nos possíveis efeitos (nocivos) da exposição desmedida, excessiva e sem censuras de todos os vieses da psicopatia, livremente para todas as pessoas, de diferentes idades e, principalmente, diferentes estruturas de personalidades. Não podemos nivelar a absorção desse conteúdo da mesma forma entre todos os telespectadores. Algumas correntes psicológicas consideram o Meio (ambiente) como grande influenciador de comportamento. Se somarmos isso a outras correntes que acreditam na “pré-disposição” para desenvolvimento de psicopatias e esquizofrenia. Então temos uma equação perigosa para a saúde mental.

Esse discurso pode ficar ainda mais palpável quando lembramos de alguns casos como Massacre de Columbine, Virginia Tech e os fãs de Duke Nuken e Batman que metralharam dezenas de pessoas, confundindo realidade com a ficção..

Voltando à frase inicial desse texto. Caso a vida também esteja imitando a arte, teremos um ciclo vicioso e preocupante. Não quero exorcizar os seriados, mas registrar um olhar crítico e uma visão do todo.

Confira os traillers

THE FOLLOWING

BATES MOTEL

HANNIBAL

Anúncios

Sobre Renato Lima

Jornalista, psicólogo, mochileiro e observador de comportamento.

Publicado em 13/04/2013, em Cult & Filmes e marcado como , , , , , , , , . Adicione o link aos favoritos. 3 Comentários.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: