O Surpreendente previsível Del Toro

mama_guillermo-del-toro-capa

Falar de MAMA como o último trabalho de Guillermo Del Toro, já seria começar o texto com uma inverdade para uns dos mais ativos e procurados multitask de Hollywood, isso mesmo, entre Direção, Roteiro e Produção, Del Toro atua simultaneamente em outros três filmes a serem lançados em 2014 – Pinocchio, a Bela e a Fera, e Jardim Secreto.

Fato é que MAMA é o mais recente sucesso de Del Toro que apresenta uma fórmula já conhecida ao menos pra quem acompanha a filmografia do cineasta mexicano. Desde O Labirinto do Fauno, O Orfanato, Não tenha Medo do Escuro e agora em MAMA,  o terror-suspense é montado com crianças, seres inanimados, espíritos e uma paleta de cores dark.

Ao mesmo tempo em que o filme não é inédito do ponto de vista dos elementos já trabalhado em outros roteiros, ele se diferencia de todos os outros. Prende a atenção do espectador e envolve-os até o fim. O final é surpreendente e coerente, claro que ninguém desejaria aquele fim, mas teria ficado muito “humano” se fosse diferente e iria avacalhar todo o enredo do filme (penso seu!).

E o mais engraçado é como ele manuseia essa equação previsível de forma surpreendente. Não estou falando do Del Toro de HellBoy, Blade e Hobbit. Quero analisar a linha mais artesanal como os primeiros filmes citados acima, mais especificamente de MAMA.

Quando se pesquisa um pouco o background de Del Toro, logo dá pra entender que não se trata de coincidências, sua referência

DESTAQUE PARA A MAQUIAGEM DAS DUAS ATRIZES MIRINS

DESTAQUE PARA A MAQUIAGEM DAS DUAS ATRIZES MIRINS

sempre foi o terror espiritual, se assim podemos dizer, estudou muito maquiagem e caracterização, o que explora muito bem nos filmes, principalmente se for com Doug Jones (veja Aqui o Post sobre ele). Na minha opinião, se a MAMA fosse feita pelo Doug e não 100% computação gráfica teria fica muito melhor!

De todos, esse foi o que eu senti mais medos e sustos e arrepios, e olha que Não Tenha Medo do Escuro é bem malvadinho. Fico pensando como ele consegue transformar a imagem pueril e angelical das crianças nesses personagens densos e tensos!? Eu não deixaria meus filhos trabalharem com Del Toro, ele é muito perturbado!

Mas analisando o filme com a ótima da psicologia e do cristianismo, ele é bem real e muito possível. Passando pelo caso do Menino Lobo, psicose e esquizofrenia a manifestação demoníaca (possessão e encosto), enfim…. Um repertório bastante palpável, principalmente considerando o suicídio!

É difícil ver Filmes de Terror levando Oscar, já temos Jessica Chastain (Annabel) indicada como protagonista. Agora vamos torcer pelo roteiro.

deltoro-thumb-630xauto-36081

 

 

 

 

Anúncios

Sobre Renato Lima

Jornalista, psicólogo, mochileiro e observador de comportamento.

Publicado em 07/04/2013, em Cult & Filmes e marcado como , , . Adicione o link aos favoritos. 1 comentário.

  1. Que legal cara você sabe onde encontro para baixar ?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: