Contra fatos não há argumentos!

A afirmação acima já entrou para o hall dos pseudo-clichês. Mas quando vivenciamos essa experiência, a semântica faz todo o sentido, digamos … Viceral!

Estava eu cobrindo um evento, fazendo um freela no Dia da Família Coca Cola, evento corporativo de confraternização. Tinha que gravar o institucional e dentro da programação estava a apresentação da Orquestra Filarmônica de São Paulo. A primeira pergunta é:

“Whata Hell” uma orquestra vai se apresentar num dia de pagode? Quem vai entrar “debaixo” do sol, meio dia, pra ouvir sinfonias em um domingão em pleno clube? Por um momento confesso que temi pela honra dos instrumentistas.

Mas depois com um bate papo com o mastro Solielson Goethe, não teve como ignorar aquele brilho nos olhos que refletem aquela paixão de menino.

Lá fui eu para o Stage. Em meio a trombones, violinos, harpa e uma lista de instrumentos que não ouso arriscara dizer o nome estava eu atônito com a vibração do ar em notas musicais.

Não tem como o coração não bater mais forte, os pelos não arrepiarem, os pés não sair do chão! É fantástico….. diante de tamanha erupção de sons coreografados…. o sol e o calor, tornan-se pequenos… os ohlos de quem ve se esbugalha, o queixo vai abrindo, obedecendo a gravidade….. qualquer piscadela é um acorde perdido…. Foi uma overdose de talento!

Anúncios

Sobre Renato Lima

Jornalista, psicólogo, mochileiro e observador de comportamento.

Publicado em 06/12/2010, em Portifólio e marcado como , , , . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: