Cinema em Casa

Qual é a produtividade de um sábado cinza e chuvoso? No meu caso, o resultado foram três filmes e uma temporada inteira de seriado! Ok, foi uma overdose, confesso! Mas não sou um adicto! Aconteceu! Eu estava lá, sem ter o que fazer…. O Ph tinha me levado os títulos e ninguém tava por perto então comecei a assistir… Foi o primeiro… Depois o segundo e quando vi… já estava comendo na cama para não desgrudar o olho do monitor!
Bom, agora eu compartilho com vocês em um único post minhas opiniões críticas sobre os filmes:

GAMER (Gamer)

.

SURROGATES (Os Substitutos)

.

JENNIFER´S BODY (Garota Infernal)

.

MODERN FAMILY (Sem título no Brasil)

.

.


Gamer | Realidade apocaliptica, nada virtual!

Recentemente em cartaz GAMER, na minha opinião, é o filma mais escatológico dos últimos anos. O trailer foi bem editado com uma super trilha sonora e imagens de C.S., mas confesso que esses filmes estilo Tecnonerd 2.0 não chamam atenção. Tanto é que nem mereceu ser visto no cinema. Mas quando fiquei sabendo que era estrelado por Michael C. Hall (interpreta Castle), Gerard Butler (interpreta Kable) virou coadjuvante! Pra mim Hall é hoje o melhor ator americano, quem duvida tire a prova em Dexter e Six Feet Under. Não poderia perder a estréia de Hall nas Telonas!
Enfim…

Assisti o filme por causa do ator e acabei tendo uma lição profética. Desde Sodoma e Gomorra não se conjecturava um fim do mundo (leia-se da humanidade) mais possível e real que em Gamer. A soma de Jogos de Realidade Virtual, Interatividade, Pornografia e Violência fazer de Gamer uma visão futurista concreta, embora exagerada,  desse planeta chamado de Azul!

A ciência já vem falando há tempos sobre Nanotecnologia, no filme Nanex são implantado em homens para que sejam controlado por outros como marionetes e tornem-se personagens vivos de jogos como Country Strike “Slayers” (assassinos) e “Sociedade” (uma versão pornô de The Sims).

Não por acaso, um grupo de resistência a esse sistema, porém que acaba derrotado, chama-se  Humanz! Óóóhhhhh!!!  (qualquer semelhança não é mera coincidência)

O Filme mostra da épica dualidade binômica entre o bem o mau, Deus e o diabo, vida e morte, salvação e condenação, sob a seguinte otica: Quem controla quem? Somos marionetes nas mãos de alguém ou alguma coisa (vícios)? Ou temos o controle de nós mesmos?

Gamer não tem um super roteiro, nem entrará para a lista dos melhores filmes do ano. Está na cara que é um filme comercial, com apelação audiovisual (e bem feita, por sinal) para agradar essa Cibergeração!

Mas um olhar sociológico sobre o filme revela um retrato da realidade atual – principalmente o personagem gordo que controla a mulher de Kable, na Sociedade – com um fim nada interessante!

O filme também dá características às mensagens inanimadas do apocalipse (fim dos tempos). Quem tem ouvidos ouça!

Garota Infernal | Satanismo adolescente!

Sabe o que é mais engraçado no filme? É que ele é classificado como Suspense/Comédia! Como isso é possível eu não sei! Talvez isso explique o ditado “chorei de rir”…. Porém o mesmo não acontece no filme!
Mas o gênero não é o único contraste do filme, aliás… o filme é cheio de contradições…. como a personagem principal, Jennifer, interpretada pela “hot girl” Megan Fox! (alguém lembra dela em Transformers?!) É o próprio diabo!
Eu acho que o filme tem um pezinho no ocultismo….  A cidade do longa chama “Caldeirão do Diabo”, o filme trata de de pactos satanistas e cultura wicca, a roteirista chama-se Diablo! (simples coincidência?) – é a mesma roteirista de Juno, agora numa versão Dark – E não é um filme de terror!

Destaques do filme:
Adam Brody – O charmosinho Seth Cohen, do The O.C., faz o papel ridículo de Nikolai (que aliás, é um nome altamente ligado ao AntiCristo). Adolescente líder de bandinha de garagem que para lançar um Cd topa fazer um ritual satanista de sacrifício humano. E se a moda pega ?

Amanda Seynfrield – A atriz parece que pulou do filme Mamma Mia com o mesmo figurino! É até charmosinha.

Resumindo: O filme é cheio de linguagem subliminar e não acrescenta muita coisa. Existem melhores maneiras para gastar 102 minutos da sua vida que assistindo esse filme! Sai Capeta!

Substitutos | Nada Admirável Mundo Novo!

Mais um sucesso de HQ que vai para as telonas. Uma coisa é certa! Jonathan Mostow diretor do filme, é um grande admirador de Aldus Huxley. Mostow dirigiu O exterminador do Futuro 3- a Rebelião das Máquinas, mostra que gosta do assunto. Em Os Substitutos, ele faz uma homenagem à obra Admirável Mundo Novo!
Realmente, o filme se passa em 2054. Quando numa visão bem realista e possível, os humanos terão andróides para os substituírem. A relação homem-máquina, mostra que não é tão harmoniosa assim.

É um super filme! Os efeitos visuais são primorosos! (nada Speilbergiano) O Bruce Willis está muito bem no longa, consegue evidenciar o conflito “vale a pena a evolução tecnológica aponto de substituir a humanidade?”

A resposta, só vendo o filme! (esse eu recomendo)

Modern Family | Humor sobre os desequilíbrios das famílias americanas

O novo seriado de comédia do canal americano ABC, é sem dúvidas o melhor Sitcom do gênero hoje em exibição.
O seriado retrata três núcleos familiares tipicamente americanos. Obvio que a comédia é em cima do quão desestruturados são esses núcleos: tem casal gay que adota uma bebê do Vietnã, um idoso que se casa com uma imigrante espana, um pai infantil que quer bancar o tiozão legal, uma mãe desequilibrada que não consegue cuidar dos filhos…. as crianças dão um show à parte o desde o mini-adulto, à cheia de hormônios passando pelo delinquente.
Tah bom, não é legal rir das desgraças dos outros. Mas o texto é muito bom…. Os roteiristas e autores (que eu ainda não sei quem escreve) são excelentes! Em cada episódio é trabalhada uma temática e existe uma ligação muito interessante do assunto entre as famílias.

A edição é muito legal, porque ao mesmo tempo que é um clássico seriado, traz uma inovadora proposta tipo Documentário, com depoimentos reais dos personagens sobre o assunto o que dá mais realidade à série.

Há muito tempo eu não ria com o humor americano, como eu ri em Modern Family! Vale a pena!

Anúncios

Sobre Renato Lima

Jornalista, estudante de psicologia, mochileiro e observador de comportamento.

Publicado em 14/12/2009, em Cult & Filmes. Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: